domingo, 23 de outubro de 2011

Última chance do governo Dilma
“Diz Revista Veja”
 A Presidenta precisa parar de ouvir a mídia "raivosa da Direita.”
Por Eduardo Guigamarães
Não foi por falta de aviso que o governo Dilma Rousseff mergulhou na crise política em que se encontra, com a inédita perda de cinco ministros em menos de um ano. Este blog, assim como o ex-presidente Lula, previram, já no início de 2011, que a demissão do ex-ministro Antonio Palocci por pressão da mídia e de setores do PT faria com que milhões de brasileiros que apoiavam o governo anterior deixassem de apoiar a este.
A diferença de apoio popular do governo anterior para o atual, segundo revelam as pesquisas, mostra que parte dos setores da sociedade dispostos a sustentar este governo contra o partidarismo político da mídia – assim como sustentaram o governo anterior –, pulou fora.  Apesar de este governo ainda ter bom nível de apoio, esse nível é pelo menos 1/3 menor do que o do governo Lula, o que significa dezenas de milhões de brasileiros.
Não é difícil entender a razão. Se você tem um crítico feroz e as acusações que ele lhe faz o obrigam a tomar medidas que ele prega que tome e que confirmam que suas escolhas foram erradas, você admite a própria incompetência. Daí que grande parte da sociedade deixou de apoiar este governo enquanto afirma que o governo anterior era melhor.
Pesquisa Ibope divulgada no mês passado mostra que o nível de aprovação pessoal de Dilma, neste momento, é de 71%, mas seu governo tem apenas 51% de avaliações como bom e ótimo enquanto que o governo Lula era aprovado por cerca de 80%. Mesmo sendo um governo de continuidade, milhões de cidadãos vêem o governo Dilma como inferior ao de Lula
Muitas pessoas de boa fé compraram a tese da mídia de que Dilma é uma coisa e seu governo é outra, o que é uma impossibilidade física. Quem acha o governo Dilma ruim pode até achar sua titular uma boa pessoa, mas o cargo de presidente da República não é preenchido por simpatia e bondade e, sim, pela expectativa popular de que seja exercido com competência, seriedade e honestidade.
Lula previra, no início do ano, que da queda de Palocci decorreria uma onda de demissões de ministros que, dito e feito, acabou se confirmando. E tudo à toa. Meses a fio após sua queda, só agora um obscuro procurador tenta investigá-lo, certamente para não dar tanto na vista que sua derrubada ocorreu por razões políticas e não por conta de algum crime comprovado. E todos os outros ministros derrubados “por corrupção” foram deixados em paz após desistirem.
A mídia aproveita a fragilidade do apoio popular ao governo Dilma – com 51% de aprovação, está a um passo de ser reprovado pela maioria – para fomentar um movimento “contra a corrupção” que a última capa da Veja mostra que é orquestrado. A revista estampou na capa a imagem da máscara que esse movimento usa como símbolo, a do revolucionário inglês Guy Fawkes, junto a chamada para matéria acusando o ministro “bola da vez”, Orlando Silva.
No próximo dia 15 de novembro, mais uma vez em um feriado, esse movimento oposicionista-midiático sai às ruas com a pretensão de reunir “um milhão de pessoas”. E certamente irá bradar contra o ministério do Esporte.
Apesar de “marchas contra a corrupção” anteriores terem sido um fracasso de público (diante da campanha martelada por todos os grandes meios de comunicação de massa), percebe-se que os fatos políticos gerados pela campanha de desmoralização do governo Dilma, através da temporada de caça aos ministros que a presidente da República nomeou, dão fôlego a esse movimento.
Como antes, mais uma vez vai retornando um discurso suicida entre a base de apoio do governo Dilma na sociedade, de que, apesar de não haver provas, o ministro “bola da vez” não teria mais “condições políticas” de permanecer no cargo. E lá se vai o quinto ministro derrubado “por corrupção”, ainda que, à diferença do ex-chefe da Casa Civil, Orlando Silva não tenha apartamento de milhões de reais para servir como “prova” de que é “corrupto”.
Como em qualquer ministério há milhares de convênios com entidades privadas, tais como ONGs etc., a mídia achou um manancial inesgotável de matéria-prima para novas denúncias. Qualquer irregularidade em qualquer ministério derrubará o titular da pasta e é fisicamente impossível que algum ministério ou secretaria de governo estadual ou municipal não tenha casos questionáveis a serem explorados.
A mídia oposicionista, pois, adquire uma arma para pressionar o governo Dilma que o colocará de joelhos pelos próximos três anos. Qualquer política pública que este governo tente fazer vingar e da qual a mídia não goste, bastará ela ameaçar com novo escândalo para obrigar o governo a ceder.
A grande pergunta que se faz, portanto, é a seguinte: quanto tempo levará até que a mídia e a oposição decidam culpar a própria Dilma pela “corrupção” que dizem haver em seu governo? E como o cidadão poderá deixar de concluir que ela é a responsável pelo que se passa em seu próprio governo se a própria presidente elogia, afaga e obedece a esses detratores de sua administração?
A manutenção de Orlando Silva no cargo, portanto, é a última chance do governo Dilma de se manter autônomo. Se a Veja, a Folha, o Estadão e a Globo vencerem mais essa queda de braço, e se o PC do B cumprir a promessa de deixar a base de apoio do governo em caso de demissão de seu ministro, rejeitando indicar outro representante para o Esporte, a presidente não governa mais. Terá que pedir a benção da mídia e da oposição para cada medida.
Estamos no décimo mês do governo Dilma e, até agora, o que simboliza a sua administração é a incessante queda dos ministros que, não nos esqueçamos, foi a presidente que nomeou. Sem provas, sob esse mesmo “pragmatismo” que, inocentemente, até pessoas de boa fé acham que deixará o governo “livre para governar”, quando, na verdade, não passa de capitulação.
Agora lhe pergunto, leitor: você votou em Dilma Rousseff ou na mídia? Sim, porque quem está governando é a mídia, com esse poder de criar crises e paralisar o governo. Enquanto isso, as “marchas contra a corrupção”, infestadas por partidos de oposição e infladas pela mídia, caminham para se tornar o que fatalmente se tornarão: campanha pela queda do governo, provavelmente via impeachement.

sábado, 22 de outubro de 2011

Ação Mackenzie Voluntariado foi um sucesso em Xinguara.
  - Participação da juventude foi o diferencial -
foto:Juarez Queiroz
Salas de aulas da Escola de Ensino Fundamental Jair Ribeiro Campos, se transformaram! Em: Salão de beleza, Consultório Médico, Escritório de Atendimento jurídico, posto de entrega de peças de roupas cestas básicas, Incentivando a leitura infantil, Recreação Infantil, Emissão de C.P.F, grátis, e em local para momentos de reflexão e orientação espiritual.       Mobilizados pela igreja Presbiteriana de Xinguara, profissionais como: cabeleireiros, Advogado, Representante do Ministério Publico, Médicos, Radialistas, entre outros, foram mais de 50 voluntários os que participaram da Ação; tendo no coração uma das mais brilhantes virtudes do ser humano, o voluntariado; e no pensamento, as diretrizes do Instituto       Presbiteriano Mackenzie. Os voluntários fizeram deste sábado dia 22 de Outubro, um dia de alegria e construção cidadã; a 1.615 (uma mil seiscentas e quinze) pessoas atendidas no Bairro Tanaka, um dos mais antigos da cidade de Xinguara. Os moradores foram contemplados com seus serviços num clima de alegria, humanismo, e fraternidade. Os trabalhos foram a priori coordenados pelo empresário e membro da Igreja Presbiteriana Francisco George, que destacou o empenho em cada voluntário neste dia. Empolgado com os resultados da ação, disse que pretende realizar mais vezes este tipo de trabalho que engrandece o ser humano; voluntários e beneficiados!  “Tenho dito aos empresários de Xinguara, é preciso devolver a comunidade parte do que conseguimos ganhar em nossas empresas, convertendo estes benefícios em ações que melhorem as vidas das pessoas, seja nas questões sociais, ou culturais, disse. Para George um diferencial deste dia de serviços voluntário foi á participação dos jovens da Igreja Presbiteriana e de outras denominações. George também destacou a participação das empresas e profissionais, que fizeram deste dia um sucesso. Juarez Queiroz



Add caption














quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Governo do Estado realiza Plenária do Trabalho decente em Xinguara
         Nesta quinta feira dia 20 foi realizada em Xinguara na sede da Associação Comercial, uma plenária sobre o Trabalho Decente, onde foram debatidos os temas: princípios e direitos, proteção social, trabalho, emprego, e o fortalecimento dos autores tripartite (governo, trabalhadores e empregadores) também foi eleitos os delegados para a 1ª Conferência Estadual de Emprego e Trabalho Decente que acontecerá em Belém nos dias 17 e 18 de novembro deste ano. o evento recebeu apoio da prefeitura Municipal, com a participação das secretarias; de Desenvolvimento Rural, Desenvolvimento  Econômico e do Centro de Referência da Mulher (Casa Maria do Pará) Esteve presente na plenária o Professor Cleber Rezende, presidente da CTB - Central dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil/PA.  E a Dra. Marília Albuquerque, coordenando os trabalhos através da Secretaria de Estado de Trabalho Emprego e Renda do estado. O Prefeito de Xinguara José Davi Passos esteve na plenária e falou da importância do fortalecimento das políticas publica do trabalho, “só há um jeito de se gerar riquezas é com o trabalho” disse Davi Passos.  O objetivo das plenárias regionais é contribuir para a construção e fortalecimento de uma Política Nacional de Emprego e Trabalho Decente. Os participantes se dividiram em grupos para debater e construir propostas para a primeira conferencia estadual do trabalho decente.
 Reportagem: Mateus.
Edição: Juarez Queiroz







segunda-feira, 17 de outubro de 2011

ENTRETENDIMENTO:
Frases engraçadas
Justo é o sutiã: Oprime os grandes, levanta os caídos e disfarça os pequenos!
Amor não é uma coisa que mexe por dentro e deixa marcas quando passa. O nome disso é cocô.
- Promoção do dia: Pague minhas contas e ganhe o direito de falar da minha vida.
- Você ama uma música ... até um cretino do trabalho colocar ela como ringtone de celular.
- Quer falar mal de mim? Me pergunte. Sei coisas horríveis a meu respeito.
- Sabe aquela hora em que "baixa a maria" e dá aquela vontade de arrumar a casa e lavar a louça? Pois é ... eu também não!
- Sexo é igual vestibular, não importa a posição, o importante é entrar!
- O Twitter mudou a minha vida. Antes eu falava sozinho, agora eu falo sozinho com um monte de gente.
- Desistir é para os fracos. Faça como eu, nem tente.
- Quando você sair de casa e um pombo te cagar na cabeça, agradeça a Deus por vacas não terem asas.
- Toda mulher é feminista até o garçom trazer a conta.
- Tatuagem? Tô fora! Meu corpo é um templo, um templo de perdição! Por dentro é uma zona só, mas a fachada é intacta!
- Quando sua mulher fica grávida, todos alisam a barriga dela e dizem "Parabéns!". Por que ninguém pega tua pica e diz: "Bom trabalho, cara!!!"?
- Ex-namorada é que nem roupa fora de moda: você vê em foto antiga e não acredita que teve coragem de um dia sair com aquilo!
- Eu sempre quis ter um corpaço de atleta. Graças a Ronaldo Fenômeno isso já é possível!
- Quando a gente envelhece, o cabelo embranquece, o osso adoece, o joelho endurece, a vista escurece, a memória esquece, a gengiva aparece, a hemorróida engrandece, a barriga cresce, a pelanca desce, o bilau amolece, o ovo padece, a mulher se oferece, a gente agradece.
- Troque seu coração por um fígado: Você se apaixona menos e pode beber mais.
- Se acupuntura adiantasse, porco espinho viveria para sempre.
- Eu só gosto de crianças japonesas. Estão a 20 mil quilômetros de distância e quando estão acordadas eu estou dormindo.
- Se beber fosse pecado, Jesus teria transformado água em Fanta Uva!
- Todo mundo comete erros. O pulo do gato é cometê-los quando ninguém está olhando.
- Cerveja sem álcool é igual travesti: A aparência é igual, mas o conteúdo é bem diferente!
- Liquidação de Muletas - Venha correndo!
- A febre tifoide é aquela febre que, ou você cura ou ela ti “foide”!
- Mamãe, por que você bateu naquela mulher que a gente viu chorando no túmulo do papai?
- O amor é como a gasolina da vida. Custa caro, acaba rápido e pode ser substituída pelo álcool.
- Mentiras são como crianças. Dão trabalho, mas valem a pena, porque o futuro depende delas.
- Os ursos polares adoram o frio. Os bipolares às vezes adoram, às vezes não...
- Se você não quer ouvir reclamações, trabalhe no SAC da fábrica de paraquedas
- Calculei meu IMC e constatei que minha altura está 20 cm abaixo da ideal.
- Leio a Playboy pela mesma razão que leio a National Geographic: Gosto de ver fotografias de lugares que sei que nunca irei visitar.
- Dizem que a bebida resolve todos os problemas. Pra mim ainda não resolveu, mas eu sou brasileiro e não desisto nunca!
- Calorias são pequenos duendes inescrupulosos que vivem nos guarda-roupas, e que a noite ficam costurando e apertando as roupas das pessoas.
- O amor não liberta. O nome disso é alvará de soltura.
- O amor não tira suas defesas. O nome disso é AIDS.
- O amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar. O nome disso é asma.
- O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez.
- O amor não faz o coração bater mais rápido. O nome disso é arritmia.
- O amor não faz seu mundo girar sem parar. O nome disso é labirintite.
- O amor não faz você dar suspiros. O nome disso é dia de Cosme e Damião.
- O amor não leva teu café da manhã na cama e ainda dá na boquinha. O nome disso é enfermeira.
- O amor não retribui suas declarações. O nome disso é restituição de imposto de renda.
- O amor não te dá a chance de mudar o que está diante de você. O nome disso é controle remoto.
- O amor não te deixa à mercê da vontade alheia. O nome disso é boa noite cinderela.
- O amor não te deixa completamente feliz. O nome disso é prozac.
- O amor não te deixa completamente imóvel. O nome disso é trânsito de São Paulo.
- O amor não te deixa molinho e manhoso. O nome disso é rivotril.
- O amor não te deixa quente e te leva pra cama. O nome disso é dengue.
- O amor não te deixa saltitante. O nome disso é cama elástica.
- O amor não te deixa sem chão. O nome disse é bueiro sem tampa.
- O amor não te deixa temporariamente cego. O nome disso é spray de pimenta.
- O amor não te faz acreditar em falsas promessas. O nome disso é campanha eleitoral.
- O amor não te faz esquecer de tudo. O nome disso é alzheimer.
- O amor não te faz ficar simpático e amoroso de repente. O nome disso é Natal.
- O amor não te faz olhar pro céu e ver tudo colorido. O nome disso é chá de cogumelo.
- O amor não te faz perder a articulação das palavras de repente. O nome disso é AVC.
- O amor nao te faz sentir frio no estomago. O nome disso é fome.
- O amor não te faz ver o mundo cor-de-rosa. O nome disso é viadagem.
- O amor não te faz ver tudo com outros olhos. O nome disso é transplante.
- O amor não te pega desprevenido e te impulsiona para frente. O nome disso é topada.
- O amor não torna as pessoas mais bonitas. O nome disso é maquiagem
- O amor não é aquela coisa brega, mas que te remexe todo. O nome disso é Banda Calypso.
- Megasena: Jogando ou não, você tem a mesma chance de ganhar
- Eu não pago para fazer sexo. Eu pago para a mulher ir embora depois de eu gozar.
- Experimente me jogar aos lobos. Eu volto liderando a matilha!
- Quer conhecer tua namorada? Case-se com ela! Quer conhecer tua mulher? Separe-se dela!
- Filho é igual peido: você só aguenta o seu… e olhe lá...
- O que importa é a beleza interior, tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade (Autor desconhecido, feio, pobre e de pinto pequeno)
- Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para mostrar pra gente que você não gosta, a pessoa que você não é.
- Todo feminismo acaba com o primeiro pneu furado.
- Homem feliz é aquele que é tão bonito quanto a mãe acha que é.Tem tanto dinheiro quanto o filho dele acha que tem. Tem tantas mulheres quanto a mulher dele acha que ele tem. E é tão bom de cama como ele mesmo acha que é.
- Sabe o que o argentino tem mais que o brasileiro? Tem mais é que se fuder.
- Mulheres são como piscinas: O custo da manutenção é muito elevado se comparado ao tempo que passamos dentro delas.
- Se você sentir duas bolinhas encostando na sua bunda, não se preocupe, o pior já passou.
- Se tamanho fosse documento o elefante era dono do circo.
- Fantasia sexual é igual cheiro de cocô. Só é normal quando é seu.
- Amar sem ser amado é a mesma coisa que limpar a bunda sem ter cagado!
- Sonhos tem significados. Quando eles acontecem significa que você está dormindo.
- Hemorróidas e dinheiro: Se você tem, não conte pra ninguém.
- Se não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar.
- Motel a gente paga pra fuder. Faculdade a gente paga pra se fuder.
- Criança e tamanco só se faz com pau duro.
- Assédio sexual só é crime quando o cara é pobre.
- Usar drogas não é problema... O problema é a polícia!
- Baseado em fatos reais: Maconha enrolada em jornal.
- Pinto e carro grande: Se você não sabe manobrar; aprenda!
- Sabe como fazer um idiota esperar 24 horas? Amanhã eu te conto!
- Pior do que achar um bicho na goiaba, é achar só a metade dele...
- Se sua mulher pedir mais liberdade, compre uma corda mais comprida...
- Democracia é quando eu mando em você; ditadura é quando você manda em mim.
- Fantasia sexual é que nem cheiro de cocô: a gente só acha normal quando é da gente.
- A semelhança entre o entregador de pizza e o ginecologista, é que os dois sentem o cheiro, mas não podem comer!
- Como gaúcho tira a camisinha? Ele dá dois passos pra frente.
- Vende-se cola de sapateiro: De brinde vai um moleque grudado!
- Passado de mulher é igual a cozinha de restaurante chinês: Melhor não conhecer. Senão você não come
- As vezes é melhor ficar quieto e todos acharem que você é um idiota do que abrir a boca e todos terem certeza.
- Eu sou cravo, minha mulher é rosa, meus filhos são jasmim e minha sogra é a erva daninha que fudeu o meu jardim.
- Cautela e caldo de galinha não faz mal à ninguém... exceto à galinha!
- Olho nos teus olhos e vejo duas estrelas brilhando... Olho nos teus cabelos e vejo dois piolhos pulando.
- Estudos comprovam que a posição sexual que os casais mais usam é a de cachorrinho: o marido senta e implora...a mulher rola e finge de morta..."
- Casamento: o dobro da despesa com a metade da diversão.
- Um homem bem sucedido é o que faz mais dinheiro do que sua mulher pode gastar. Uma mulher bem sucedida é a que encontra esse tipo de homem.
- Escrever um livro é muito fácil: Comece com uma maiúscula e termine com um ponto. No meio você coloca qualquer merda.
- Censo 2010: Em cada quatro pessoas, uma é homossexual. Fique de olho em três dos seus amigos. Se eles parecerem normais, o viado é você.
- Ter amigos de verdade é igual a mijar nas calças. Todo mundo vê, mas só você sente o calor...
- Depois dos 40 anos, a única coisa com gordura que o médico deixa um homem comer é a sua própria mulher.
- Não ria de tudo, pois quem acha tudo gozado, é faxineira de motel...
Camarão: iguaria ou problema de saúde pública?
divulgação net
Considerado uma das principais iguarias nas praias e balneários do estado do Pará, o camarão é uma das espécies de crustáceos mais consumidos pela população local. Seja em forma de pastéis, coxinhas ou tortas, o camarão definitivamente é sucesso de venda nas feiras e mercados da cidade. Mas como o camarão que você come é manipulado? Você sabe? E quais as conseqüências à saúde do consumo do produto de origem duvidosa?
Motivados por esses questionamentos, uma equipe de pesquisadores do Instituto de Saúde e Produção Animal – Ispa, da Universidade Federal Rural da Amazônia – Ufra, coordenados pelos professores Fernando Elias Silva e Carissa Goltara Bichara, desenvolveram pesquisas para avaliar as condições higiênicas de processamento e comercialização do camarão salgado e seco, produzido e comercializado na região metropolitana de Belém.
A sua captura e os métodos de beneficiamento que ainda são realizados rusticamente visam agregação de valor no mercado e o aumento da vida útil do produto. Por se deteriorarem facilmente, os camarões devem ser consumidos logo após a captura ou ser submetidos a um método de conservação higiênica.
De acordo com o estudo dos professores, o processamento dos camarões é realizado como forma de conservação para aumentar a sua validade comercial. Contudo, quando essas etapas são realizadas em condições precárias de higiene e de comercialização, aumentam os riscos de contaminação por bactérias, algumas até patogênicas.
CONTAMINAÇÃO
A presença desses micro-organismos podem ser indicadores de higiene insuficiente em alguma etapa do processo, matéria-prima excessivamente contaminada, precárias condições de limpeza e desinfecção de superfícies ou tempo e temperatura inadequados durante a produção e conservação.
Para realizar a pesquisa, foram coletadas 12 amostras de camarão, durante os meses de fevereiro e março deste ano, e foram também avaliadas as condições higiênicas dos locais de produção e verificado se as pessoas responsáveis por essa produção possuíam noções mínimas de higiene.
Os professores observaram que o processamento do camarão regional é realizado da seguinte forma: logo após a captura, os pescadores armazenam os camarões em viveiros flutuantes. Em seguida, é realizado o cozimento em água e sal, apenas.
Depois, os camarões são colocados em “paneiros” para que ocorra o resfriamento e escorrimento da água de cozimento por 24 horas. Só então o produto é comercializado. O camarão não é seco ao sol, como muitos anunciam durante as vendas.
Os resultados das pesquisas indicaram que 75% das amostras analisadas encontravam-se impróprias para o consumo, devido à grande quantidade de micro-organismos encontrados, sugerindo condições de produção inadequadas e deficiências nas condições higiênico-sanitárias das instalações de beneficiamento e pontos de venda do camarão, o que representa sérios riscos à saúde da população que consome o produto. Os produtores não possuíam conhecimentos mínimos de higiene pessoal para preparar o camarão salgado e seco.
“Mais estudos merecem ser incentivados e realizados, em função da carência de dados que forneçam subsídios para um diagnóstico mais amplo e consistente da real situação das condições de produção do camarão regional comercializado na área metropolitana de Belém”, enfatiza o prof. Fernando Elias Silva, que espera um trabalho de parceria com a vigilância sanitária municipal para ajudar a fazer a manutenção adequada nos pontos de produção e comercialização do crustáceo. (Diário do Pará)
Comércio Exterior
Balança comercial registra superávit de US$ 876 milhões
Brasil Econômico   (redacao@brasileconomico.com.br) 17/10/11


Considerando apenas a segunda semana do mês, de 10 até o dia 16,
o superávit comercial somou US$ 304 milhões
Considerando apenas a segunda semana do mês, de 10 até o dia 16, o superávit comercial somou US$ 304 milhões
Superávit comercial atinge US$ 876 milhões nas duas primeiras semanas de outubro, resultado de US$ 9,8 bilhões em exportações e US$ 8,9 bilhões em importações.
Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira (17/10) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a corrente de comércio (soma das duas operações) atingiu US$ 18,7 bilhões, o que representou, em média, movimentação de US$ 2,1 bilhões por dia útil.
Considerando apenas a segunda semana do mês, de 10 até o dia 16, o superávit comercial somou US$ 304 milhões, com exportações de US$ 4,4 bilhões e importações de US$ 4,1 bilhões.
Por sua vez, o superávit comercial no acumulado do ano alcança US$ 23,9 bilhões, correspondendo a US$ 199,8 bilhões em exportações e US$ 175,9 bilhões em importações.
O valor é 66% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo comercial foi positivo em US$ 14,372 bilhões.
Xinguara ganhadora do Prêmio Telecentros Brasil 2011-10-17
A Associação Telecentro de Informação e Negócios – ATN e a Comissão Julgadora do Prêmio Telecentros Brasil, composta por representantes do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério de Minas e Energia, SEBRAE Nacional, Grupo TICKET, Intelbras, Dr. Micro, Secretaria de Ciência e Tecnologia do Distrito Federal, reuniram-se na última terça-feira, 11 de outubro de 2011, às 15 horas na sala dos Conselhos do Ministério da Ciência e Tecnologia para os trabalhos de análise e julgamento dos projetos concorrentes à edição 2011 do Prêmio.
Entre várias e excelentes propostas, a Comissão elegeu os ganhadores das cinco categorias (Alfabetização Digital, Orientação e Capacitação, Inovação em Sustentabilidade, Melhores Práticas Socioambientais e Personalidade do ano em Inclusão Digital) da edição 2011 do Prêmio Telecentros Brasil.

Os agraciados foram:

Categoria Alfabetização Digital: Telecentro de Informação e Negócios da Prefeitura Municipal e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Xinguara/PA.

Categoria Orientação e Capacitação: Telecentro CEACA VILA - Rio de Janeiro/RJ.
Categoria Inovação e Sustentabilidade: Telecentro Instituto de Desenvolvimento Sócio Ambiental Araçá Mirim - Lençóis/BA.
Categoria Melhores Práticas Socioambientais: Centro Vocacional Tecnológico de Patos de Minas - Patos de Minas/MG.
Categoria Personalidade do ano em Inclusão Digital: Foi agraciado o Senhor Cid Torquato, Coordenador de Relações Institucionais da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo do Estado de São Paulo, pela excelência e importância de seus trabalhos para a inclusão digital e social do país. Cid Torquato é advogado formado pela Universidade de São Paulo, com especialização em Direito Empresarial. Fundou a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, que dirigiu até 2006. Como consultor, especializado em economia digital, trabalhou para instituições nacionais e internacionais, como SEBRAE, APEX, Softex, Banco Mundial, BID, Unctad, Mercosul e outras, além de editar três livros de artigos, colaborar como fonte e articulador de diversas publicações. Cid Torquato apresenta ainda, programas nas rádios Eldorado e CBN, bem como participa como palestrante de eventos no Brasil e exterior.
A data para realização da solenidade de entrega da premiação ainda será agendada e ocorrerá no Ministério de Ciências e Tecnologia - MCT.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

A Jornada de Desenvolvimento Pessoal e Profissional, reforça qualificação de rede de garantia de direitos da mulher em Xinguara



O Centro de Referência Maria do Pará de Xinguara comemorou com um coquetel, o final de um trabalho de 07 meses. A Jornada de Desenvolvimento Pessoal e Profissional iniciou-se em abril e finalizou em outubro. Os encontros aconteciam sempre na primeira sexta-feira de cada mês, na chácara dos Padres. Na coordenação da psicóloga Adriana Telli, com o objetivo de melhorar as relações interpessoais, foram trabalhados em cada mês os sentimentos: perdão, relacionamento, EGO, amor universal, o poder da palavra, sabedoria humana (gratidão) e sabedoria divina. A influência dos elementos da natureza e as sete cores energéticas do corpo e mente: vermelho, laranja, amarelo, rosa e verde, azul, lilás e branco. Na ocasião do evento foram entregues certificados aos 19  concluintes que fazem parte da rede de garantia de direitos e certificado de gratidão as pessoas que direta ou indiretamente contribuíram de forma voluntária para que se realizasse a Jornada.
A psicóloga Adriana Telli, avalia o curso: “ Uma procura incessante marca o curso do nosso caminhar E nesse percurso, quantas surpresas! Descobertas, reencontros, novas amizades, reconciliações, tudo ao tempo do encaminhamento Divino. Respeitar, aceitar, incentivar, buscar, inovar, refazer, criar, tudo é válido nesse processo de crescimento que converge em nossas ALMAS sedentas do aprendizado na busca do bem viver, do SER em plenitude, de simplesmente aprender a AMAR.”  sem sombra de duvidas: A Jornada de Desenvolvimento Pessoal e Profissional, proporcionou um grande reforço na formação a todas as participantes abrindo novos horizontes. - Nancy Brandeburg























terça-feira, 11 de outubro de 2011

SUS: relator propõe dobrar investimento anual por habitante

Beto Oliveira
Seminário: Reforma Sanitária - Caminhos para o Sus da Universalidade e da Integralidade
Em seminário na Câmara, participantes discutiram  formas de melhorar a gestão e o financiamento do SUS.
O relator da subcomissão especial sobre reestruturação do Sistema Único de Saúde (SUS), deputado Rogério Carvalho (PT-SE), afirmou, durante seminário nesta segunda-feira na Câmara, que é preciso dobrar o gasto público com saúde. Atualmente, o investimento por habitantes ao ano é de R$ 800.
De acordo com o parlamentar, esse valor poderá ser aumentado, entre outros itens, a partir da criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) prevista na proposta que normatiza a Emenda 29 e que está agora em análise no Senado; criação de impostos sobre grandes movimentações financeiras; e tributação de patrimônio sobre jatinhos, helicópteros, iates e lanchas.
Carvalho apresentou relatório sobre o assunto durante o seminário Reforma Sanitária – Caminhos para o SUS da Universalidade e da Integralidade. A ideia principal da proposta é assegurar um acesso universal e integral ao sistema.
Apesar de elogiar o relatório de Carvalho, o coordenador da Frente Parlamentar da Saúde, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), ressaltou que já existe dinheiro para financiar o setor, pois a arrecadação de impostos no País é “excepcional”.
A presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Beatriz Dobashi, afirmou durante o seminário que o maior problema do sistema é a falta de recursos. Opinião com a qual concorda o representante dos usuários no Conselho Nacional de Saúde, Fernando Luiz Eliotério. Segundo ele, também existe problema de gestão no setor, que também poderá ser resolvido com a destinação de mais recursos. “Não se pode melhorar a gestão com poucos recursos”, observou.
A promotora Isabel Porto, representante do Conselho Nacional do Ministério Público, defendeu um sistema eficaz de auditoria. Para ela, além da má gestão, há a corrupção. “O cidadão precisa ter o seu direito constitucional garantido”, afirmou.
Democratização
O presidente da subcomissão, deputado João Ananias (PCdoB-CE), ressaltou que a proposta em análise no colegiado tem como objetivo democratizar o SUS. “Com essa preocupação, a subcomissão passou 180 dias ouvindo sugestões da sociedade”, informou. Além de debates em audiências, o colegiado abriu uma comunidade virtual no portal e-Democracia para participação dos usuários do SUS em fóruns específicos.
Para o presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), o SUS precisa ser reestruturado, caso contrário, deixará de existir. Já o presidente da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco), Luiz Augusto Facchini, defendeu um SUS que atenda a todos, e não apenas os pobres. O evento foi promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família e pela Subcomissão Especial do SUS.
Reportagem - Oscar Telles
Edição - Maria Clarice Dias
Câmara aprova pensão especial a herdeiros de Frei Tito
foto:Beto Oliveira

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta terça-feira, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 4015/01, do Executivo, que concede pensão especial aos herdeiros de Frei Tito de Alencar Lima. A proposta já foi aprovada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Finanças e Tributação. Agora, segue para análise do Senado.
Reportagem – Jaciene Alves
Edição – Newton Araújo

O relator na CCJ, deputado Luiz Couto (PT-PB), lembrou a história de Frei Tito: “Ele foi submetido a maus-tratos, no Brasil, por motivações políticas, e posteriormente, banido do País. Foi levado ao suicídio aos trinta e um anos de idade, na França, vítima de perturbações mentais, em consequência das agressões sofridas em dependências policiais.” No início de outubro de 1968, Frei Tito foi preso por participar da organização de um congresso clandestino da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Ibiúna, interior de São Paulo. Ficou fichado na polícia e tornou-se, de modo mais explícito, alvo da repressão militar. “Quis rememorar a vida de Frei Tito para deixar claro a minha mais completa adesão à justíssima homenagem que o Poder Executivo quer prestar à memória deste nosso herói”, disse o relator.