quarta-feira, 11 de abril de 2018


COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS APROVA DILIGÊNCIA PARA VERIFICAR CONDIÇÕES DA PRISÃO DE LULA
foto: CDH do Senado Federal 


A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado acaba de aprovar, nesta tarde de quarta-feira, 11 de abril, de 2018, requerimento para que seja realizada diligência para verificar as condições de encarceramento do ex-presidente Lula Inácio Lula da Silva e dos demais presos nas dependências da Polícia Federal em Curitiba. O requerimento foi solicitado pela senadora Vanessa Grazziotin com apoio dos senadores Paulo Rocha, Lindbergh Farias, Jorge Viana, Regina Sousa, Paulo Paim, Angela Portela e Telmário Mota.
Desde sábado (06), o Brasil acompanha perplexos os atos que se seguiram à prisão de Lula. São circunstâncias anormais e que afrontam o Estado democrático de Direito, portanto, justificam o acompanhamento in loco pelos Senadores.
Segundo o senador Paulo Rocha (PT-PA), uma situação preocupante e que causou perplexidade está no diálogo captado por ocasião do voo que levou o ex-presidente Lula a Curitiba, onde um controlador de voo comparou o passageiro ilustre como lixo e sugerindo seu descarte.
“Há sequência de violência, dando prosseguimento a uma série de arbitrariedades, desde agressões a apoiadores de Lula que estão em acampamentos próximos à superintendência da Polícia Federal. É com muita indignação que vimos a deputada estadual do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila, ser agredida por um manifestante, que em seguida foi acolhido dentro da Superintendência da Polícia Federal”, disse o senador.
Justificando o requerimento, os senadores aprovaram que é arbitrário o isolamento que o ex-Presidente está sendo submetido e que fere os princípios básicos dos direitos humanos e principalmente da dignidade da pessoa humana.